A.R.T.E


ar.te1


sf (lat arte) 1 Conjunto de regras para dizer ou fazer com acerto alguma coisa. 2 Livro ou tratado que contêm essas regras. 3 Obra didática, que contém os princípios de alguma disciplina. 4 Execução prática de uma idéia. 5 Saber ou perícia em empregar os meios para conseguir um resultado. 6 Filos Complexo de regras e processos para a produção de um efeito estético determinado. 7 Habilidade. 8 Artifício. 9 Maneira, modo, jeito. 10 Profissão, ofício. 11 Manufatura. 12 Habilidade calculada, por vezes, inocente, mas, outras vezes, implicando dissimulação e hipocrisia; artimanha, astúcia, engano. 13 Maldade, malícia. 14 Ação ruim. 15 Travessura de criança; traquinada. 16 Sociol Objetivação social, isto é, coisa que, como os outros fenômenos culturais, é determinada, em forma e conteúdo, pela estrutura social. sf pl Certos aparelhos de pesca. A. abstrata: a que trata de criar um quadro meramente com harmonias e contrastes de cores e linhas, prescindindo total ou parcialmente das coisas ou
objetos reais, convencida de que somente a renúncia a todas as associações materiais possibilite a representação figurativa no espiritual, psíquico, vivo, em toda a sua pureza. A. angélica: conjunto de meios supersticiosos pelos quais se julgava, na Idade Média, poder-se saber o que se desejava conhecer, pondo-se em contato com um anjo ou demônio. A. aplicada: a empregada na decoração, desenho ou execução de objetos úteis. A. cerâmica: arte de fabricar vasos e utensílios de argila. A. cinética: aquela em que o movimento é componente estético. A. comercial: arte aplicada a fins comerciais, por exemplo, promoção de vendas. A. culinária: arte de cozinhar. A. da palavra: retórica. A. de Santo Anselmo: conjunto de meios supersticiosos empregados antigamente para a cura das feridas. A. dos espíritos: a. angélica. A. dramática: gênero literário que compreende todas as obras destinadas a serem representadas na cena. A.-final: a) em propaganda, acabamento final dos desenhos para o anúncio; b) trabalho de arte, quando terminado e pronto para apresentação e produção. A.-finalista: em propaganda, desenhista que executa a arte-final. A. heráldica: heráldica. A. mágica: magia; prestidigitação; manigância. A. maior: designação do verso de nove sílabas, com pausas na 3.ª, 6.ª e 9.ª. A. mecânica: a) arte ou ofício que requer habilidade e aprendizagem manuais e mecânicas; b) artesanato. A.
menor: diz-se do verso com menos de nove sílabas, como a redondilha. A. métrica: parte da poética que ensina a compor e medir os versos. A. militar: tática ou arte de dirigir os movimentos e a formatura das tropas e o emprego de suas armas. A. mnemônica: mnemônica. A. náutica: arte da navegação; náutica. A. notória: pretenso meio de adquirir de improviso o conhecimento de todas as ciências por jejum e observância de práticas supersticiosas. A. oratória: arte de empregar os recursos da eloqüência; oratória. A. plástica: a) arte de plasmar; plástica; b) arte como a escultura e a pintura em que se produzem formas tridimensionais ou que dão a impressão de serem tridimensionais. A. sacerdotal: ciência mágica dos egípcios; filosofia hermética. A. sagrada: o mesmo que a. sacerdotal. Artes de adorno: as consideradas como complemento da educação, ou como meios recreativos (o desenho, a pintura, as prendas, a música, a dança, a esgrima). Artes de berliques e berloques: artimanhas, pantomimices. Artes de imitação: as que têm por fim a reprodução dos objetos ou das suas aparências. Artes e ofícios: as artes de desenho decorativo e de artesanato, tais como encadernação, tecelagem e trabalhos de agulha, que se ocupam da manufatura de objetos de uso. Artes gráficas: a) belas-artes e artes aplicadas, ocupadas na representação, decoração, escrita e impressão, em superfícies planas, junto com as técnicas e artifícios a elas associados, tais como o desenho e a pintura; b) gravura, litografia, fotografia, xilografia etc., relacionadas à confecção de livros e outras formas de publicações. Artes liberais: as que requerem estudo e aplicação da inteligência. Artes recreativas: as consideradas simples divertimentos, como a dança.










Texto: Michaelis
Imagens: Web

0 comentários:

"Nós nascemos sozinhos, vivemos sozinhos, morremos sozinhos. Somente através do amor e da amizade podemos criar a ilusão por um momento que não estamos sozinhos."

Orson Wells

Fenix

Fenix

Eu

Image and video hosting by TinyPic

Resolutions for life

Resolutions for life

Fale comigo

Atualizações Por Email

Meus textos no Me, Myself and I

"Para obter algo que você nunca teve, precisa fazer algo que nunca fez".

"Quando Deus tira algo de você, Ele não está punindo-o, mas apenas abrindo suas mãos para receber algo melhor".

"A Vontade de Deus nunca irá levá-lo aonde a Graça de Deus não possa protegê-lo".

"Boas meninas vão para o céu.

"Boas meninas vão para o céu.
As más vão para qualquer lugar" H.G.Brown

Beijo BEM DADO!

Beijo BEM DADO!
13 de Abril - Dia do Beijo!

Robert & Kristen

Robert & Kristen
Essa foto é quente!!!

Pervert


Mulher Maravilha

Mulher Maravilha

Visualizações de páginas da semana passada

Robert Pattinson Ai Meu Deus!

Robert Pattinson Ai Meu Deus!
Niver: 13/05

Addicted

Addicted

FREEDOM

FREEDOM
passarinho na gaiola não canta, lamenta.

Yes, I do

Yes, I do

Bruninho bonitinho...

Bruninho bonitinho,
Se vovozinho pegar
Você dormindo no

Meu sofazinho gostosinho,
Vai cortar seu pir*zinho!

TOMA! ! ! ! !


VINGANÇA!!!!!

Seja antes de tudo Humano...

Seja antes de tudo Humano...
Com seu próximo!

Coments...

Coments...

Janelândia

Janelândia
Passo muito tempo aqui. Hoje não mais.

Seguidores

Eu Bloggo! Desde 15/01/08

Eu Bloggo! Desde 15/01/08
TU BLOGAS?

Avise, deixe BEM claro!

Avise, deixe BEM claro!

Memento, Homo, Quiá Pulvis Es Et In Pulverem Reverteris.

“Lembra-te, ó homem, de que és pó e ao pó hás de voltar”.