O legado de Rodrigo Borgia



Nome: Rodrigo Borja
Nascimento: 1431
Descedência: de Borja
Casamento: Várias amantes
Filhos: Juan, Cesare, Lucrezia e Jofre, Girolama e Pedro Luis
Papado: (1492-1503)
Morte: 18 de Agosto de 1503 aos 72 anos

Nascido Roderic de Borja em uma antiga família em Xàtiva, Valência, hoje Espanha, mas em seguida, Reino de Valência sob a Coroa de Aragão.

Seu nome de nascimento é tradicionalmente atribuído como Roderic Llançol por conta de Isabella de Borja, sua mãe se casar com Lanzol Llançol.

Depois que seu "tio", foi eleito como Papa Calisto III (1455-1458), Roderic foi feito cardeal e vice-reitor da igreja com a idade de apenas 24 anos.

Após a morte de Inocêncio VIII, e após 14 dias de disputas e intrigas, os cardeais, Rodrigo Borja (1431-1503) foi eleito Papa Alexandre VI. Durante o tempo do conclave, facções armadas chamados "esquadrões" assassinaram mais de 200 pessoas nas ruas de Roma. Os grupos dissidentes se irritaram porque Borja, que acumulou uma fortuna imensa, tinha pago subornos pesados ​​para os eleitores antes do início do conclave. Suspeita-se que onze cardeais tenham sido comprados e assim votando nele (Diarium de Burchard, anexo ao vol. Iii) e a Igreja apóia este fato.

Suas origens espanholas foram um fator na sua eleição, já que os cardeais queriam evitar a eleição de um francês. Ele serviu cinco papas anteriores no cargo de vice-chanceler, e sua eleição desocupou um grande número de escritórios lucrativos que ele prometeu aos que se comprometeram a votar nele. Em seu pontificado, tiveram graves escândalos no Vaticano desde o reinado das prostitutas, e o desfile de sua notória falta de castidade. É a partir do diário do alemão Johann Burchard capelão mestre de cerimônias de Papa Alexandre VI, que aprendemos mais sobre o caráter deste papa Borja. Burchard testemunhou pessoalmente o deboche de Alexandre e escreveu o famoso comentário dizendo que "o cristianismo do papa foi um pretexto"

Alexandre VI foi tão notoriamente infame e sua história tão grande e bem conhecido que ele tem se mostrado um grande embaraço para a Igreja moderna que em vão tentando retratar um passado piedoso papal. Ele tem um histórico único entre os papas para a proeminência pública de seus filhos ilegítimos e da banalidade gritante de sua conduta no "Palácio Sagrado". Com seus 12 filhos bastardos não totalmente comprovados (Collins Dictionary), devemos incluir Cesare, Giovanni (Juan), Lucrécia e Jofre, e suas inúmeras amantes, o "Vaticano foi novamente um bordel" (Os Registros de Roma de 1868, British Library) e sua debochada tribuna papal foi comparada com as antigas "panelas de carne" de Cesaréia em que Santo Agostinho († 430) revelou. Alexandre VI era um pervertido sexual, e histórias chocantes foram cogitados pelo submundo intelectual de Roma.

Veneziano senador Sanuto escreveu que o então cardeal Borja imaginava Rosa Vannozza dei CATTANEI, a filha muito jovem, de seu camareiro, a quem Borja teria pago para organizar uma série de encontros secretos com ela. Como resultado deste caso, eles tiveram quatro filhos sendo Cesare Borja (1475-1507) um dos mais conhecidos. E mesmo sendo cardeal Roderic os reconheceu nas suas certidões de nascimento.

Em sua adolescência, um amargo Cesare, na presença de seu pai, esfaqueou o camareiro, decapitou-o e perfurou sua cabeça em um poste com uma inscrição em anexo, dizendo: "Esta é a cabeça do meu avô, que prostituiu a filha para o papa" ( A História dos Papas, op. cit., Alexandre VI capítulo).

Alegou-se que Alexandre VI fez sexo com Lucrezia (1480-1519), sua filha com  Vannozza. Por causa desses boatos Lucrezia ficou conhecida como "filha e esposa do papa". E consta que ele teve inclusive filhos com ela (A História dos Papas, ibid.). Nada comprovado e tudo muito escandaloso, especulativo e maldoso.

Cesare era o filho favorito de Rodrigo Borja. Quando Cesare tinha apenas sete anos, seu pai preparou o seu caminho para o Colégio dos Cardeais, tornando-o um bispo. Quando Cesare tinha dezoito anos, seu pai, como o Papa Alexandre VI, conferiu cardinalidade sobre ele e depois da morte de Juan elevou-o a  comandante das forças armadas do Vaticano, em seus esforços para estender os Estados Pontifícios. Cesare cresceu em um homem de intelecto claro e poderoso e que o papa apoiou até sua morte.

Rodrigo gravemente abusou de sua posição tanto como um cardeal e como chefe da Igreja na criação de um regime de engrandecimento da sua família, visto o rápido avanço das carreiras de seus filhos Pedro Luis (1468-1488) (para quem comprou o ducado de Gand "um, os Borjas 'casa ancestral em Valência, Espanha), Cesare, Giovanni (c. 1476-1497) (o segundo duque de Gand'a) e Lucrécia.

Embaixadores falaram da facilitação de Cesare a multidões de belas cortesãs no Vaticano para o prazer sexual de Alexandre em seus últimos anos. Burchard nos dá detalhes surpreendentes de uma ocasião em que o papa presidiu uma orgia no Palácio Papal: "Na noite de domingo, 30 de outubro [1501], Don Cesare Borja deu a seu pai um jantar no palácio apostólico, com 50 prostitutas  ou cortesãs em trajes brilhantes no atendimento, que após a refeição dançaram com os servos e outros. "Após a ceia, castiçais com velas acesas foram colocadas no chão e castanhas espalhadas, para que as prostitutas, nuas e sobre suas mãos e joelhos, tinham que pegar.

"O Papa observou e admirou suas partes nobres. A noite terminou com um concurso obscenos dessas mulheres, juntamente com os funcionários do sexo masculino do Vaticano, para os prêmios que o Papa os apresentou". Don Cesare, Donna Lucrezia e o Papa depois tomou cada um, um parceiro do seu agrado para flertes mais. "

Naquela época, a feitiçaria era um assunto eclesiástico, em vez de uma preocupação civil, e a documentação revela que as crenças pessoais do papa não eram da ortodoxia cristã.

Esta observação, contra diz uma coleção de outrora reprimidos pronunciamentos papais chamados "Histórias secretas da Igreja" (Vienta, Paris, 1822 reimpressão de 1731 ed.) E confirmada na Encyclopédie de Diderot revela que o Papa Alexandre VI realmente pensava do cristianismo: "Deus Todo-Poderoso! Quanto tempo esta seita supersticiosa dos cristãos, esta invenção arrivista, irá suportar?"

Mas sua tristeza foi amenizada pelas atenções de uma jovem senhora, a notadamente bastante bela Guilia Farnese, a irmã de quinze anos de idade do Cardial Alessandro Farnese e cuja imagem como a Virgem Maria adorna um dos grandes afrescos do Vaticano.

Seu irmão mais tarde se tornou o papa Paulo III, e nós não devemos ficar surpresos ao ler em Diarium Burchard que a filha de Lady Farnese, Giulia Laura foi gerada pelo Papa Alexandre VI.

Foi esse mesmo papa que tinha o asceta italiano reformador religioso Girolamo Savonarola (1452-1498) e seus dois discípulos Dominicanos enforcados e depois queimados para o "reparo religioso" em Florença maio 1498. Em meio a sua dissolução, no entanto, Alexandre estava ciente do "silêncio de suspeita na intelectualidade, e até mesmo no clero" sobre a validade do cristianismo, e, percebendo que a sua instituição não podia dar ao luxo de ter suas credenciais marcadas, ele se moveu rapidamente para estabelecer a censura das publicações prejudiciais (Diarium de Burchard, op. cit.).

Em 1501, ele emitiu um decreto ordenando que nenhum livro discutindo a religião cristã poderia ser impresso sem a aprovação por escrito do arcebispo local ou "tendo a permissão pessoal e privilégio do Papa" (Diarium de Burchard, ibid.). Este foi o início do Índice de Livros Proibidos, e a supressão de livros questionando dogmas da Igreja logo se tornou a política oficial do Vaticano. Foi, talvez, a forma mais dramática de censura conhecida no mundo, pela qual a Igreja durante séculos policiou a literatura disponível para o público, e manteve sanção oficial até o século 20.

Crimes e o mal

Lista dos crimes: Sodomia regular e institucional e assassinato de crianças especialmente os meninos jovens. O fato do  Papa Alexandre VI poder procriar e gerar filhos ilegítimos em apoio da sua própria adesão a tradições papais em conflito direto e deliberado e heresia a lei da Igreja. Que o Papa Alexandre VI fez promover este comportamento dúbio e maléfico, enquanto dezenas de milhares de pessoas inocentes foram queimadas vivas acusados de rituais satânicos em toda a Europa para o menor de indiscrições e acusações falsas. Foi patrono da “descoberta” da América por Cristovão Colombo e começa a colonização do Novo Mundo; Alexandre VI divide a América entre Espanha e Portugal. De crimes contra a humanidade (1492 +) 150.000.000 índios norte-americanos foram escravizados, exportados ou mortos em nome de Cristo ao longo dos séculos nas mãos de exploradores e peregrinos Espanhóis e Ingleses. De heresia aberto com a finalidade de promover os princípios satânicos do cristianismo: (1497 - 1503 dC) que o Papa Alexandre VI trouxe ao Tribunal Papal abertas as vestes e símbolos do satanismo como vestido padrão para sacerdotes, em conflito direto com a antiga tradição de esconder tal vestido da vista do público. Que a promoção do satanismo aberto como fez reunir a população contra o Papado como clara e diretamente mostrou abertamente a heresia e desprezo pela igreja e seus próprios ensinamentos. De crimes contra a humanidade (1493) O Papa declara que o rei Ferdinand tem o direito a todas as terras da América do Sul: "Se os índios se recusam, ele pode perfeitamente legalmente combatê-los, matá-los e escravizá-los, assim como Josué escravizaram os habitantes de Canaã. Dos crimes contra a humanidade (1493 +) 30.000.000 de Astecas e Maias morreram durante anos por conquistadores espanhóis em nome da fé cristã. Dos crimes contra a humanidade (1497) Em Florença a arte renascentista impagável é destruída depois da igreja decidir queimar livros, ornamentos e instrumentos musicais . incompatíveis com os ideais cristãos (1498) Dominicano reformador, Savonarola - queimador de livros e ornamentos de "imoralidade pagã '- é ele mesmo queimado por criticar e degenerar o Papa Alexandre VI. De estabelecer uma empresa ilegal com a finalidade de crime: (1493) o Papa Alexandre VI, com plena autoridade como Sumo Pontífice do Cristianismo se consciente deliberadamente a ampliar sua empresa de comércio internacional de escravos controlado através de licença pela Igreja Católica Romana para legalmente controlar o comércio de escravos do Caribe e garantir que ele manteve o controle sobre as taxas e cotas para o comércio de escravos em expansão internacional e territórios desconhecidos, incluindo Ásia, Américas, mas não se restringe à Índia e no Sudeste Asiático. Isto foi possível através da bula Inter caetera Papal emitida pelo Papa Alexandre VI em 4 de maio de 1493, que concedeu a Espanha todas as terras do "oeste e sul" de um meridiano 100 léguas (418 km) a oeste dos Açores e de Cabo Verde Ilhas, a 36 ° 8'W. Ele ficou em silêncio sobre se as terras a leste da linha que iriam pertencer a Portugal, que só recentemente chegou ao extremo sul da África (1488) e ainda não tinha atingido a Índia (1498). Essas terras iriam "ser descobertas" além daquelas ao longo da costa oeste da África e da Guiné que foram dadas a Portugal através do Aeterni regis, que ratificava o Tratado de Alcáçovas. Além disso, o Dudum siquidem datado de 25 setembro de 1493, intitulado prorrogação da concessão Apostólica e Doação das Índias, o Papa concedeu a Espanha mesmo aquelas terras em águas orientais de que "em um momento ou até mesmo ainda pertenciam à Índia." Esta anulação das aspirações de Portugal levou ao Tratado de Tordesilhas 1494 entre Espanha e Portugal, que passou a linha um pouco mais a oeste a 39 ° 53'W. Inicialmente, o linha de divisão não explicitamente estender ao redor do globo. Espanha e Portugal poderia passar um e outro para o oeste ou leste, respectivamente, do outro lado do globo em 1518, o Papa Alexandre tinha dividido o mundo em duas metades.



0 comentários:

"Nós nascemos sozinhos, vivemos sozinhos, morremos sozinhos. Somente através do amor e da amizade podemos criar a ilusão por um momento que não estamos sozinhos."

Orson Wells

Fenix

Fenix

Eu

Image and video hosting by TinyPic

Resolutions for life

Resolutions for life

Fale comigo

Atualizações Por Email

Meus textos no Me, Myself and I

"Para obter algo que você nunca teve, precisa fazer algo que nunca fez".

"Quando Deus tira algo de você, Ele não está punindo-o, mas apenas abrindo suas mãos para receber algo melhor".

"A Vontade de Deus nunca irá levá-lo aonde a Graça de Deus não possa protegê-lo".

"Boas meninas vão para o céu.

"Boas meninas vão para o céu.
As más vão para qualquer lugar" H.G.Brown

Beijo BEM DADO!

Beijo BEM DADO!
13 de Abril - Dia do Beijo!

Robert & Kristen

Robert & Kristen
Essa foto é quente!!!

Pervert


Mulher Maravilha

Mulher Maravilha

Visualizações de páginas da semana passada

Robert Pattinson Ai Meu Deus!

Robert Pattinson Ai Meu Deus!
Niver: 13/05

Addicted

Addicted

FREEDOM

FREEDOM
passarinho na gaiola não canta, lamenta.

Yes, I do

Yes, I do

Bruninho bonitinho...

Bruninho bonitinho,
Se vovozinho pegar
Você dormindo no

Meu sofazinho gostosinho,
Vai cortar seu pir*zinho!

TOMA! ! ! ! !


VINGANÇA!!!!!

Seja antes de tudo Humano...

Seja antes de tudo Humano...
Com seu próximo!

Coments...

Coments...

Janelândia

Janelândia
Passo muito tempo aqui.

Seguidores

Eu Bloggo! Desde 15/01/08

Eu Bloggo! Desde 15/01/08
TU BLOGAS?

Avise, deixe BEM claro!

Avise, deixe BEM claro!

Memento, Homo, Quiá Pulvis Es Et In Pulverem Reverteris.

“Lembra-te, ó homem, de que és pó e ao pó hás de voltar”.