Qual é o propósito?

O que tornam as pessoas duras e secas? O que faz alguém desistir de tudo? Fechar-se ao amor? Sofrer? Confiar e se decepcionar? Quem não passou por isso? Há pessoas que não são emotivas a ponto de chorar, mas os que são, sofrem. Parece que necessitam por para fora em lágrimas o que sentem. Uma tentativa vã de exorcizar sentimentos. Gostaria de ser imune a isso. Um ser superior que não necessita de alguém ao lado para apoiar, amar, compartilhar. Mas às vezes me sinto um imenso coração rachado que tenta se colar e se fechar, tornar-se auto-suficiente e não mais precisar de nada e ninguém. Juro, tento com todas as minhas forças para que isso aconteça. Mas o que sinto no peito é tão grande e cálido que transborda e eu me vejo outra vez a mercê desse sentimento que dói. Voltei ao famigerado site de relacionamentos. Mas, mais para conhecer pessoas, fazer amigos, me distrair. Verdade é que ainda não estou pronta. 443 visitas, um monte de contatos, mais um monte de MSNs trocados, conversas, na sua maioria vazias, respostas não dadas, perguntas não feitas. Alguns trigos no meio de todo esse joio claro, algumas pessoas legais realmente foram conhecidas, mas o que faço? As melancólicas músicas francesas tocam em meus ouvidos me inspiram a escrever. As músicas melancólicas de um filme de amor onde tudo no fim acaba bem. Mas a vida real não é assim. Às vezes parece que nasci no século errado, onde as moças encontravam seus grandes amores, a vida era simples e o que prevalecia era o sentimento. Hoje em dia todos estão ‘correndo atrás’. Trabalha-se muito e vive-se pouco e principalmente sente-se pouco, muito pouco. Tudo em nome de um status que no fim vai manter-nos confortáveis em nossos apartamentos na zona sul de três quartos e varanda. Mas sós. Vazios de sentimentos, de pessoas até de animais. De que adianta um almoço de domingo sem uma família reunida? Do que adianta um Natal passado vendo tv só no sofá? Uma festa de Ano Novo sem o frio na barriga do desejo que ano que vem tudo será melhor? Dinheiro? É bom, não vou dizer que não, estaria sendo hipócrita, mas ele não vai te aquecer, nem te consolar, muito menos te amar. E você não o levará quando se for. Levará sim, o que fez aqui. As pessoas que amou e que amaram você. As coisas boas e a felicidade sentida, por que o livre arbítrio que Deus nos deu foi para sermos felizes sem passar por cima de ninguém. Só para sermos pessoas boas e felizes. 



0 comentários:

"Nós nascemos sozinhos, vivemos sozinhos, morremos sozinhos. Somente através do amor e da amizade podemos criar a ilusão por um momento que não estamos sozinhos."

Orson Wells

Fenix

Fenix

Eu

Image and video hosting by TinyPic

Resolutions for life

Resolutions for life

Fale comigo

Atualizações Por Email

Meus textos no Me, Myself and I

"Para obter algo que você nunca teve, precisa fazer algo que nunca fez".

"Quando Deus tira algo de você, Ele não está punindo-o, mas apenas abrindo suas mãos para receber algo melhor".

"A Vontade de Deus nunca irá levá-lo aonde a Graça de Deus não possa protegê-lo".

"Boas meninas vão para o céu.

"Boas meninas vão para o céu.
As más vão para qualquer lugar" H.G.Brown

Beijo BEM DADO!

Beijo BEM DADO!
13 de Abril - Dia do Beijo!

Robert & Kristen

Robert & Kristen
Essa foto é quente!!!

Pervert


Mulher Maravilha

Mulher Maravilha

Visualizações de páginas da semana passada

Robert Pattinson Ai Meu Deus!

Robert Pattinson Ai Meu Deus!
Niver: 13/05

Addicted

Addicted

FREEDOM

FREEDOM
passarinho na gaiola não canta, lamenta.

Yes, I do

Yes, I do

Bruninho bonitinho...

Bruninho bonitinho,
Se vovozinho pegar
Você dormindo no

Meu sofazinho gostosinho,
Vai cortar seu pir*zinho!

TOMA! ! ! ! !


VINGANÇA!!!!!

Seja antes de tudo Humano...

Seja antes de tudo Humano...
Com seu próximo!

Coments...

Coments...

Janelândia

Janelândia
Passo muito tempo aqui. Hoje não mais.

Seguidores

Eu Bloggo! Desde 15/01/08

Eu Bloggo! Desde 15/01/08
TU BLOGAS?

Avise, deixe BEM claro!

Avise, deixe BEM claro!

Memento, Homo, Quiá Pulvis Es Et In Pulverem Reverteris.

“Lembra-te, ó homem, de que és pó e ao pó hás de voltar”.