Brian Dettmer

BRIAN DETTMER
Nascido 1974, Naperville, IL, é um artista baseado em Nova York conhecido por suas esculturas detalhadas e inovadoras com livros e outras formas de mídia antiquada. O trabalho de Dettmer tem sido exibido internacionalmente em numerosas exposições individuais e coletivas em galerias, museus e centros de arte, incluindo o Smithsonian (DC), o Museu de Artes e Design (NY), Virginia Museum of Contemporary Art (VA), Museu de Arte Contemporânea (GA), Museu Rijswijh (Países Baixos), Wellcome Collection (Inglaterra), o Museu de Arte Bellevue (WA), The Arts Center Kohler (WI), e os museus do estado de Illinois (IL). Seu trabalho tem sido destaque na CBS Evening News, The New York Times (EUA), The Los Angeles Times (EUA), The Guardian (Reino Unido), The Telegraph (UK), Chicago Tribune (EUA), The Age (AU), ARTnews, pintores modernos, Wired, The Village Voice, de Harper, Esquire e National Public Radio, entre outros. O trabalho de Dettmer pode ser encontrado em diversas colecções públicas e privadas em todo os EUA, América Latina, Europa, Austrália e Ásia.

A era da informação em forma física está diminuindo. Como rotas intangíveis prosperar com mais rápido fluidez, material e história estão sendo perdidos, escorregando e corroendo no éter. Media mais recente rapidamente viram formas, sem restrições pelo peso do material e da responsabilidade da história. No mundo tangível, ficamos com um material congelado, mas no mundo intangível que pode ficar com nada. A história está perdida como formatos mudam de estabilidade física ao sofrimento digital.

A riqueza e profundidade do livro é ainda universalmente respeitado, muitas vezes não descoberto como o monopólio da forma e relevância das informações desaparece com o tempo. Função pretendida do livro diminuiu e continua a ser a forma linear em um mundo não-linear. Ao alterar formas físicas de informação e mudando funções preconcebidas, os papéis novos e inesperados surgem. Esta é a área que atualmente operam. Através de escavação meticulosa ou alteração concisa posso editar ou dissecar objetos ou sistemas de comunicação, tais como livros, mapas, fitas e outros suportes. O papel do meio transforma. Seu conteúdo é recontextualizados e novos significados ou interpretações emergir.

Processo

Neste trabalho eu começar com um livro existente e selar suas bordas, criando um recipiente fechado cheio de potencial. Cortado na superfície do livro e dissecar através dele a partir da frente. Eu trabalho com facas, pinças e instrumentos cirúrgicos para esculpir uma página de cada vez, expondo cada camada durante o corte em torno de idéias e imagens de interesse. Nada dentro dos livros é realocado ou implantados, apenas removido. Imagens e idéias são reveladas para expor histórias alternativas e memórias. Meu trabalho é uma colaboração com o material existente e seus criadores passados e as peças completas expor novas relações de elementos internos do livro exatamente onde eles têm sido desde a sua concepção original.

 


















0 comentários:

"Nós nascemos sozinhos, vivemos sozinhos, morremos sozinhos. Somente através do amor e da amizade podemos criar a ilusão por um momento que não estamos sozinhos."

Orson Wells

Fenix

Fenix

Eu

Image and video hosting by TinyPic

Resolutions for life

Resolutions for life

Fale comigo

Atualizações Por Email

Meus textos no Me, Myself and I

"Para obter algo que você nunca teve, precisa fazer algo que nunca fez".

"Quando Deus tira algo de você, Ele não está punindo-o, mas apenas abrindo suas mãos para receber algo melhor".

"A Vontade de Deus nunca irá levá-lo aonde a Graça de Deus não possa protegê-lo".

"Boas meninas vão para o céu.

"Boas meninas vão para o céu.
As más vão para qualquer lugar" H.G.Brown

Beijo BEM DADO!

Beijo BEM DADO!
13 de Abril - Dia do Beijo!

Robert & Kristen

Robert & Kristen
Essa foto é quente!!!

Pervert


Mulher Maravilha

Mulher Maravilha

Visualizações de páginas da semana passada

Robert Pattinson Ai Meu Deus!

Robert Pattinson Ai Meu Deus!
Niver: 13/05

Addicted

Addicted

FREEDOM

FREEDOM
passarinho na gaiola não canta, lamenta.

Yes, I do

Yes, I do

Bruninho bonitinho...

Bruninho bonitinho,
Se vovozinho pegar
Você dormindo no

Meu sofazinho gostosinho,
Vai cortar seu pir*zinho!

TOMA! ! ! ! !


VINGANÇA!!!!!

Seja antes de tudo Humano...

Seja antes de tudo Humano...
Com seu próximo!

Coments...

Coments...

Janelândia

Janelândia
Passo muito tempo aqui.

Seguidores

Eu Bloggo! Desde 15/01/08

Eu Bloggo! Desde 15/01/08
TU BLOGAS?

Avise, deixe BEM claro!

Avise, deixe BEM claro!

Memento, Homo, Quiá Pulvis Es Et In Pulverem Reverteris.

“Lembra-te, ó homem, de que és pó e ao pó hás de voltar”.