Vida e Morte de Marie Antoinette

Marie Antoinette

Biografia:

Marie Antoinette nasceu na Áustria, filha de Francisco I, Sacro Imperador Romano, e da imperatriz austríaca Maria Theresa.

Como a maioria das filhas real, Marie Antoinette foi prometida em casamento para construir uma aliança diplomática entre sua família de nascimento e da família de seu marido. Marie Antoinette casou com o delfim francês, Louis, neto de Louis XV da França, em 1770. Ele ascendeu ao trono em 1774 como Louis XVI.


Marie Antoinette foi recebida na França em primeiro lugar com receios. Sua frivolidade era um contraste com a personalidade modesta de seu marido. Depois que sua mãe morreu em 1780, ela se tornou mais extravagante e isso levou a crescente ressentimento. Os franceses eram suspeitos de seus laços com a Áustria e sua influência sobre o rei na tentativa de promover políticas favoráveis ​​para a Áustria.

Marie Antoinette, agora era acusada por seus hábitos de gastos e da oposição às reformas. Em 1785-1786 ela foi acusada de ter um caso com um cardeal, a fim de obter um colar de diamantes caro. O escândalo que tornou ainda mais desacreditada a monarquia perante o povo.

Marie Antoinette deu à luz sua filha, em 1778, e os filhos em 1781 e 1785.

Marie Antoinette e da Revolução Francesa:
Após a Bastilha ter sido tomada de assalto em 14 de julho de 1789, a rainha pediu ao rei que resistice às reformas da Assembléia, tornando-a ainda mais impopular, e levando à atribuição a ela da observação ", Qu'ils mangent de la brioche!" - "Que comam bolo!" Em outubro de 1789, o casal real foi forçado a se mudar para Paris.

Supostamente planejada por Marie Antoinette, a fuga do casal real de Paris em 21 de outubro de 1791 não deu certo, o casal foi parado em Varennes e presos, Marie Antoinette continuou a trama. Ela esperava a intervenção estrangeira para acabar com a revolução e a libertação da família real. Ela pediu que seu irmão, o Sacro Imperador Romano Leopoldo II, que intervirsse, e apoiou uma declaração de guerra contra a Áustria, em abril de 1792, o que ela esperava era que esse movimento resultasse na derrota da França.

Sua impopularidade ajudou a levar à queda da monarquia, quando Parisienses invadiram o palácio das Tulherias em 10 de agosto de 1792, seguido pela criação da Primeira República francesa em setembro. A família foi presa no Templo em 13 de agosto de 1792, e mudou-se para o Conciergie em Autust 1, 1793. Houve várias tentativas de fuga, mas todas falharam.

Louis XVI foi executado em janeiro de 1793 e Marie Antoinette foi executada na guilhotina em 16 de outubro do mesmo ano. Ela foi acusada de ajudar o inimigo e incitar a guerra civil.

 MARIE ANTOINETTE - Arte Tumular -97-Saint Denis Basilique, Saint-Denis, Ile-de-France Region, France

TUMULO ATUAL

CENOTÁFIO
Magnífico complexo escultórico em estilo gótico, todo em mármore, representando os soberanos um ao lado do outro, o rei Louis XVI e a rainha Marie Antoinette. Do lado esquerdo, destaca-se a rainha com as vestes reais e coroada, ajoelhada num genuflexório ricamente decorado, tendo na parte frontal em relevo o brasão heráldico da realeza francesa. Com os dois braços flexionados, mantém as mãos juntas ao corpo como se orasse. Com a cabeça ligeiramente baixa dirigida ao rei ao seu lado, como se quisesse manter a soberba da realeza perdida no seu reinado. Note que a rainha está num genuflexório menor, respeitando a hierarquia real.
Cenotáfio na Basílica de Saint Denis
TÚMULOS/CRIPTA
Todo esse conjunto tumular visível na Basílica de Saint Denis exposto ao público trata-se de um cenotáfio, isto é, é um monumento erigido à memória do morto, mas que não lhe encerra o corpo.


Os seus restos mortais estão sepultados logo abaixo, na mesma posição do monumento, no subsolo, na cripta real, restrito à visitação. Na cripta em estilo gótico estão os seus restos mortais cobertos por uma base tumular (lápide) em mármore negro, com o seu nome e datas gravadas em dourado.


LOCAL:Saint Denis Basilique, Saint-Denis, Ile-de-France Region, France
Fotos: commons.wikipedia.org
TUMULO ANTIGO
Durante 21 anos ficou sepultada nesse local. Desde a sua morte na guilhotina na Praça de la Concorde, o seu corpo foi levado para o Cemitério de Madelein e sepultado numa vala comum e coberto com cal virgem, na chamada Capela Expiatória (Capela de desejo e recuperação) até ser reabilitada a sua condição de rainha, quando foi transferida para a Caredral de Saint Denis, juntamente com o rei.
Tumulo comum
Porta da entrada
Chapelle Expiatória

Objetos de Marie Antoinette



Parte tumular: Tumulos Famosos

0 comentários:

"Nós nascemos sozinhos, vivemos sozinhos, morremos sozinhos. Somente através do amor e da amizade podemos criar a ilusão por um momento que não estamos sozinhos."

Orson Wells

Fenix

Fenix

Eu

Image and video hosting by TinyPic

Resolutions for life

Resolutions for life

Fale comigo

Atualizações Por Email

Meus textos no Me, Myself and I

"Para obter algo que você nunca teve, precisa fazer algo que nunca fez".

"Quando Deus tira algo de você, Ele não está punindo-o, mas apenas abrindo suas mãos para receber algo melhor".

"A Vontade de Deus nunca irá levá-lo aonde a Graça de Deus não possa protegê-lo".

"Boas meninas vão para o céu.

"Boas meninas vão para o céu.
As más vão para qualquer lugar" H.G.Brown

Beijo BEM DADO!

Beijo BEM DADO!
13 de Abril - Dia do Beijo!

Robert & Kristen

Robert & Kristen
Essa foto é quente!!!

Pervert


Mulher Maravilha

Mulher Maravilha

Visualizações de páginas da semana passada

Robert Pattinson Ai Meu Deus!

Robert Pattinson Ai Meu Deus!
Niver: 13/05

Addicted

Addicted

FREEDOM

FREEDOM
passarinho na gaiola não canta, lamenta.

Yes, I do

Yes, I do

Bruninho bonitinho...

Bruninho bonitinho,
Se vovozinho pegar
Você dormindo no

Meu sofazinho gostosinho,
Vai cortar seu pir*zinho!

TOMA! ! ! ! !


VINGANÇA!!!!!

Seja antes de tudo Humano...

Seja antes de tudo Humano...
Com seu próximo!

Coments...

Coments...

Janelândia

Janelândia
Passo muito tempo aqui. Hoje não mais.

Seguidores

Eu Bloggo! Desde 15/01/08

Eu Bloggo! Desde 15/01/08
TU BLOGAS?

Avise, deixe BEM claro!

Avise, deixe BEM claro!

Memento, Homo, Quiá Pulvis Es Et In Pulverem Reverteris.

“Lembra-te, ó homem, de que és pó e ao pó hás de voltar”.